terça-feira, 30 de junho de 2015

Todo o universo se alinhou para me arruinar os planos

Não sei se isto também vos acontece, mas eu tenho a impressão que hoje foi daqueles dias em que todo o universo se alinhou para me arruinar os planos.
Em primeiro lugar, a empresa responsável pelos transportes rodoviários resolveu retirar um horário, por isso estive 20 minutos na paragem, à espera de um bus imaginário, e isto tudo fez com que chegasse tarde à consulta de ginecologia que anda a ser adiada pelos serviços de saúde desde Dezembro passado, isto é, se eu realmente estivesse a morrer, já estava mais que morta.
Depois, a consulta de ginecologia, foi um martírio, e cheguei à conclusão que o meu corpo faz de tudo para me tentar lixar, o médico disse-me que em todos estes anos de trabalho que nunca tinha visto um colo do útero de tão difícil "acesso" e que consegui fazer o exame do papanicolau mesmo à conta... e que o vou ter que repetir no inicio do ano que vem, por isso acho que, para a próxima vou com uns valentes calmantes em cima, porque aquela merda incomoda para caraças, e para não contar que estava um calor do demo e que eu estava a escorregar pela marquesa. 
(Já agora, as meninas que ainda não fizeram o exame do papanicolau, deveriam ir fazer, pois é um exame mega importante e ajuda a fazer o rastreio do cancro do colo do útero, não custa muito, é mais desconforto que outra coisa).
E com isto tudo o meu dia atrasou-se tanto que já nem à praia posso ir, nem amanhã porque tenho que ir à procura da merda de um laboratório que me possa testar a colheita...

segunda-feira, 29 de junho de 2015

É uma coisa para pensar

Gosto de tatuagens, deste miúda que penso ter umas quantas, e desde que tive a minha lontrinha que sei que pelo menos uma vou ter que fazer.
Basicamente é um S rodeado com duas folhas de oliveira romana, algo simples mas que fique para sempre, na zona das costelas do lado direito.
Nos últimos dias tenho andado a ver algumas tattos para fazer um dia mais tarde.


Always -  primeiro porque sou uma grande fã de HP e segundo porque ao contrario da maioria das pessoas sempre gostei do Snape e a maior prova de amor que ele poderia dar à Lily , ele deu-a.


Flôr de Lotus - pela paz inteiror e força


Cornos de veado - sendo eu, fã de GOT e sendo uma fiel defensora que o Stannis Baratheon é o verdadeiro rei dos Sete Reinos, esta não poderia faltar.


Until the very end - mais uma do HP e com um significado lindíssimo. 


e por fim Riddikulis! é um feitiço defensivo, usado para nos livrarmos daquilo que mais tememos. 



E vocês, gostam de tattos? Fariam alguma?

sábado, 27 de junho de 2015

Coisas minhas #7


She's like oh my God is this real?
All the feelings I feel, my heart he surely will steal
And this is so surreal
So I dive in like head first
I'll take your best and your worst
To feel my heartbeat burst


Já estamos juntos à tanto tempo, e as continuam exactamente como o início, e sabes isso faz-me sentir feliz  que venham mais cabeçadas seguidas de risos.
p.s. tenho quase a certeza que me lixaste mais um dente.

A praia antes vs a praia agora

Sempre adorei a praia, quando era miúda ansiava pela chegada da minha "tia" - sim sou dessas coquetes que chama tia às amigas da minha mãe-. A chegada da "tia" significava duas coisas chocolates e praia, todos os santos dias íamos para a praia, para a nossa praia ou para o Baleal que é o paraíso, uns anos mais tarde também conhecemos um outra paraíso chamado Lagoa de Óbidos, mas já lá chego.
Quando a tia se começou, só vir um mês de férias, a minha irmã tomou as rédeas da tribo, e também todos os santos dias, lá fazíamos três km a pé até à praia, e era o paraíso, tirando claro um ou outro tarado que por lá aparecia.
Mas chegou a altura em que também a minha irmã começou trabalhar, e aí passei a ir com o meu grupo de amigos, primeiro só com a minha melhor amiga, e depois com o grupo lá de casa do homem. Com estes últimos éramos os primeiro a meter o pézinho na praia e os últimos a saírem.  
Depois engravidei - ok, tecnicamente já estava grávida, mas não o sabia- e as coisas mudaram, as horas de exposição solar passaram a ser aquilo a que gosto de chamar, só nas horas dos bebés e tudo o que temos que levar também, pois são as nossas coisas, a nossa comida/bebida, mais tudo que uma criança tem que ter, brinquedos, toalha, roupa para mudar, fraldas da água, roupa para banhos, cremes, comida, água, carrinho de bebé e sombra, muita sombra. O ano passado, e depois de termos feito uma infeliz tentativa de irmos com isto tudo para a praia, resolvemos alugar durante uma semana uma barraquinha de praia, e tudo se simplificou, já que a sombra já lá estava, os brinquedos ficavam nas arrumações que o concessionário da praia disponibiliza e com isto só tínhamos que trazer três malas, uma com as coisas de higiene do baby, outra com as nossas toalhas e uma com comidas. Foi o paraíso, íamos de manhã, ao meio dia íamos para casa, e voltávamos depois das quatro horas, os nossos "vizinhos" eram do mais simpáticos que havia, um casal já idoso que adorava o Salvador e não se importava com areia a voar em todas as direcções e duas irmãs com os filhos que também estas gostavam muito do Salvador.
Este ano vamos também alugar uma barraquinha para termos a vida facilitada, só ainda não sei em que praia, mas estou inclinada para a mesma do ano passado, mas para uma fila mais perto do mar.
Eu adorava a praia em miúda, e agora cada vez que levo aquela lontra à praia e vejo a mesma paixão que eu sentia, tenho a certeza que a praia, será sempre a nossa segunda casa.

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Estou toda esturricadinha

Se alguém quiser estrelar um ovo, está à vontadinha, eu e o homem acabamos de voltar da praia e estamos esturricados. Tivemos direito a vento, a copinhos de leite, a topless e voyeurs.


Por vezes sinto que o meu país dá um passo para a frente e trinta para trás

Tenho um filho e sou totalmente a favor do aborto, vamos lá chamar as coisas pelos nomes, essa merdinha de lhe chamarem Interrupção Voluntária da Gravidez mete-me uns nervos que nem vos digo.  
Primeiro, é a mulher que escolhe se quer ou não permanecer grávida, e não é o companheiro, amigo, desconhecido ou fuck buddy é como lhe queiram chamar, que tem que ir meter o bedelho, pois não é o corpo dele que vai mudar, não é ele que vai sentir um bebé mexer-se... não é. Por isso para mim, e sempre disse eu ao meu namorado, o pai do meu filho que as decisões tomadas durante a gravidez seriam sempre as minhas.
Depois o facto de quererem que as taxas de isenção sejam retiradas e que a baixa médica também sejam retiradas é simplesmente desumano, nenhuma mulher toma a decisão de abortar de animo leve, e sem me querer repetir, tirarem-lhe estas duas coisas é desumano, e não me venham para aqui dizer que desumano é retirar a vida a um bebé, porque "No meu útero, nos meus olhos, nas minhas mãos e, especialmente, na minha vida mando eu".
Por vezes sinto que o meu país dá um passo para a frente e trinta para trás.

Serviço Público

Para as interessadas (os), a Well's está com umas promoções mesmo boas de protectores solares e produtos de cuidado para o corpo de 23 de Junho a 26 de Julho.

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Seres pequeninos

video

Sei que a qualidade não é a melhor, nem se entende o que ele está para ali a dizer, mas eu entendo-o, está a cantar comigo o "The Wheels ond the Bus". Como é possível aquele ser pequenino fazer-me sentir tão feliz? 

terça-feira, 23 de junho de 2015

A vida conjunta de um recém casal

Vamos lá a um assunto bastante sério, a vida conjunta de um recém casal.
Quando conhecemos e começamos a namorar com alguém novo é tudo um mar de rosa, andamos sempre impecáveis, com as sobrancelhas arranjadas, com o buço feito, com a depilação impecável, com as unhas de um princesa. Comemos como a rainha de Inglaterra e nunca mas nunca arrotamos, damos puns - adoro a palavra puns!- e nunca fazemos necessidades. 
Não estou a criticar, eu também já fui assim, não que agora seja uma selvagem, mas encontrei um meio termo, e quem já está numa relação à uns valentes anos como eu sabe do que estou a falar...
Por vezes já deixamos escapar algumas coisas, ou deixamos atrasar o arranjo das sobrancelhas ou a depilação... NUNCA mas NUNCA deixem atrasar esta última, não que os homens se importem muito, se a coisa for para acontecer, não são umas perninhas de chewbacca que vão matar o ambiente, mas por vocês, como sabem o Salvador nasceu antes do previsto e acontece que nunca das consultas, fiquei internada e as minhas pernas de macaca também, recebi toda a gente naquele belo estado... lindo não é?!  Sobrevive-se, mas é bom evitar.
Também durante o meu internamente e o trabalho de parto, desmistificamos as idas à casa de banho, não é fácil a cada 2 minutos ter uma contracção, levar aquela coisa do soro e da medicação, e a máquina do CTG tudo para a casa de banho, por isso como podem imaginar a coisa ficou logo desmistificada.
Os arrotos, são "normais" por estes lados, ele até prefere que eu o faço para não ficar com má disposição, e quem não tem visicula deve saber do que estou a falar.
E por fim os puns, não me lembro bem quem deu o primeiro, mas talvez tenha sido ele, consigo-me lembrar de várias vezes em que the wild pum apareceu de ambos os lados e se seguiram umas valentes gargalhas. 
E vocês, ainda são princesas ou já encontraram um meio termo?

As Aventuras da Teresinha no café #7

Estava sozinha no café propriamente dito, tinha dois clientes (bêbados) na esplanada, estava muito bem a lavar a loiça e mete-la na máquina quando começo a ouvi-los a discutir, feita cusca espreitei pela janela, já estavam quase um em cima do outro, corri à  esplanada, meti-me no meio deles e mandei-os acalmar, começaram a discutir comigo lá no meio... como autênticos putos, tudo porque um tinha tirado um cigarro ao outro.
Senti-me o Chris Pratt no Jurassic World, juro-vos.

Jurassic World animated GIF

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Vou de férias trá lá lá, mas só em Agosto

Até agora, ainda não tinha pensado muito no assunto, até porque o homem tinha arranjado emprego, e por isso férias, estavam riscadas dos nossos planos, isso e o facto de ele ter a casa cheia de gente, e de gente ser sinónimo de barulho. E para o meu modo de Hulk não despertar, achei que nem devia tocar no assunto... mas depois meti-me a pensar "a avó ofereceu uma cama de viagem", "o Bernardo mora a 5 minutos da praia, e a 2 da piscina" "o puto parece que é filho de um peixe e adora nadar, adora a praia", "não o vou fazer estar o tempo todo aqui" e já andava com isto na cama à uns dias quando metade no meu problema se resolveu sozinho e em conversa com o homem, ele comentou que lhe vão dar uns dias para estar com a lontrinha.
Por isso parece que vamos uma semaninha de férias para a casa do homem, vamos novamente alugar uma barraquinha na praia - já agora como se chamam as casinhas da areia na vossa zona? -, vamos tentar fazer algumas actividades à noite com ele, quando ele era bebé (mais ou menos 8 meses) aventuramos-nos e fomos duas vezes sair com ele à noite, fomos apenas beber café e voltamos para casa, o ano passado (já com 1 ano e meio) fomos a uma festinha da aldeia, por isso este ano queremos tentar ir a um ou outro espectáculo à noite com ele, quero também ir com ele à piscina, temos vários amigos e familiares com piscinas, por isso vamos-nos armar em "cravas". 
Também sou capaz de perder o amor ao dinheiro e irmos ao Oceanário (nunca lá fui, é uma vergonha eu sei), correndo o risco da lontra ter medo dos peixes, pois estamos a falar da criança que vê as galinhas e pavões do vizinho e reage como se estivesse a ver o demónio. 
E vocês já têm planos? Por onde vão andar?
Deixo-vos umas fotos no nosso sítio para nos virem visitar, são todas da autoria da minha rica irmã.









restantes dias de 11 dias em casa

Já alguma vez, se viram noutra pessoa? Não? Esperem até terem filhos... o Salvador não poderia ser mais parecido comigo, teimosinho como tudo, mas um amor. 
Nós últimos dias, a toma da medicação foi pacifica, ele já colaborava e abria a boca o que tornou tudo bastante mais fácil. Mas o facto de ele ter saudades dos amiguinhos e de estar com mini pessoas da idade dele já começava a afecta-lo, só queria mexer no que não devia, e quanto mais eu lhe dizia "não", mais ele o fazia. Hoje já foi para a creche, não ia lá muito feliz... e agora estou aqui, com o coração apertadinho e a morrer de saudades daquela lontrinha.
Quando ele aqui estava só desejava dormir, agora que posso descansar só consigo pensar nele.

sábado, 20 de junho de 2015

Coisas de uma namorada #6

Cheguei do trabalho, e ele tinha acabado de deitar a lontrinha, fui vestir o pijama e aninhei-me num dos sofás.
eu - vamos ver o Flash?
ele - sabes que não trouxe os episódios....
eu - ligamos aquela cena da ventoinha, e rezamos boo.
ele - mas eu estou cansado, estive o dia todo a andar...
eu - mas vais correr com o Flash?!
(risos)
ele - não sejas parva...
eu - sabes que isto vai para o blog, não sabes?!

E pronto aqui está mais uma pérola, para vos animar o dia.

O verão chegou, pelo menos por cá

Só é verão nesta casa quando à mesma refeição se come, pimentos assados e melão à sobremesa!

sexta-feira, 19 de junho de 2015

Nop, nop nop!

Sabemos que o fim do mundo está próximo, quando vemos um vídeo de uma anaconda a tentar digerir uma outra... 

quinta-feira, 18 de junho de 2015

Coisas da vida #7

Esteve tanto calor que durante a tarde mantive a janela do quarto aberta, entraram 20 moscas, 5 pássaros, o dragão da Daenerys e duas testemunhas de Jeová. E sim eu fiz esta piada. 

Coisas da vida #6

Hoje foi dia de pintar as unhas dos pés, e com isto apercebi-me que não as pintava desde o baptizado da lontra... eu sei... não precisam de dizer nada.


quarta-feira, 17 de junho de 2015

4º, 5º e 6º dias de 11 #4

Tem corrido tudo bem, a toma do antibiótico tem sido bem mais fácil, por outro lado as noites têm piorado bastante, hoje houve alguém que acordou às seis e meia da manhã... e como podem imaginar houve outro alguém que ficou com uma ligeira má disposição ao longo do dia, especialmente durante a manhã.
As partes da tarde têm sido melhores, as sestas têm sido grandes, e como ele já se entretém mais, é mais divertido, por outro lado, acho que sente saudades dos amiguinhos da escola, por isso somos obrigados (no bom sentido!) a brincar, cantar e dançar com ele, ontem depois do jantar tivemos uma pequena sessão de dança e foi o delírio para ele, o avó, a mãe e a tia todos a dançarmos.

terça-feira, 16 de junho de 2015

Séries e mais séries #12

Vocês, fofinhas como são perguntam, "então Pim, não fazes nenhum post sobre a final de Game of Thrones?" Não, ainda não me consigui refazer daquela merda, se eu pudesse comer doces, certamente estaria na cama a chorar e a comer gomas, mas como não posso, estou a passar pelas "5 fases da morte" da pior maneira possível.
E sendo assim, trago-vos uma nova série, pelo menos para mim é nova!



Para quem não conhece, apresento-vos Orange is the New Black
A história divertidíssima, que retrata a vida de Piper Chapman, enquanto esta cumpre 15 meses de prisão, por ter transportado uma mala com dinheiro proveniente de tráfico de drogas, a pedido da ex-namorada, um crime que esta cometeu à 10 anos. 
Comecei a ver esta série, por influência da minha melhor amiga, e agora estou completamente viciada, é super divertida e o mais impressionante é que é baseada em factos reais, a autora esteve mesmo 15 meses numa prisão feminina.
Para quem ficou como eu, órfã de séries, aqui têm uma espectacular.

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Coisas de pais #7

A lontrinha neste dias conseguiu partir metade do candeeiro do tecto da sala, mandar umas quantas molduras e quadros ao chão. Se o meter no futebol, tenho quase a certeza que vou ser a próxima D. Dolores, mas com mais estilo!

Finalmente vejo algo de jeito #3


A minha banda favorita, a minha música favorita deles e alguns dos artistas que mais gosto! O que mais posso pedir?!
Palminhas para o senhor se faz favor, e vão ver o resto do trabalho do senhor no youtube.

3º de 11 dias em casa #3

A noite não correu muito bem, a lontrinha acordou muitas vezes com fome, logo não descansamos muito. A toma do antibiótico tem sido razoavelmente boa, faz um pouco de birra, mas passa-lhe relativamente rápido. De manhã ficamos por casa, estava tudo molhado na rua e não quisemos arriscar a que ele tivesse uma recaída. Como aos domingos almoçamos em família (com a minha parte), a hora da sesta à quase sempre atrasada, o que fez com que durasse até às 4 horas da tarde, fomos rapidamente ao supermercado mais próximo buscar uns sumos e pão - pois o avó T, no dia anterior tinha ido apanhar mexilhões, e iam ser comidos.
Ao final da tarde os padrinhos da lontrinha vieram visita-lo, o que o deixou mega cansado e pronto para dormir.
Eu para variar, adormeci no sofá.

domingo, 14 de junho de 2015

Alerta!

Chamem um padre ou então internem-me, porque acho que gosto de duas músicas da Taylor Swift!

Na Cozinha com a Pim #3

Ontem cá por casa foi dia de Panquecas (das tipo americanas). Normalmente faço-as para o lanche/jantar, é algo super fácil de fazer e que os homens cá de casa gostam bastante.


Panquecas

Ingredientes (depende da quantidade que quiserem fazer)


- 170 gr de farinha
- 25 gr de açúcar 
- 1 pitada de sal
- 1 colher de chá de fermento em pó
- 200 ml de leite
- 30 gr de manteiga
- 1 ovo


Preparação

Misturar a farinha, açúcar, sal e fermento com uma vara de arames. Juntar o leite, ovo e manteiga derretida. E bater bem com a vara de arames até obter uma massa lisa sem grumos.
Untar uma frigideira antiaderente com um pouco de óleo e cozer quantidades de massa (uma conchinha) em lume brando. A meio da cozedura virar com uma espátula, quando começar a formar bolhinhas dos lados e cozer do outro lado. 
Retirar da frigideira e servir quentes o que mais gostarem, nós cá em casa optamos por caramelo caseiro e morangos com açúcar








2º de 11 dias em casa #2

A noite de sexta para sábado correu razoavelmente bem, conseguimos descansar (pelo menos eu descansei). Logo às 8 da manhã como já referi a lontrinha toma o antibiótico, e esta operação tem que ser feita a dois, um distrai e o outro tem que ser mais rápido e matreiro possível e literalmente fazer como eu faço quando tenho que dar medicação à gata - meter-lhe a medicação na boca, e inclinar-lhe a cabeça para trás, para que a medicação escorregue pela garganta, e rezar para que não se engasgue! Posto isto temos que montar um circo e fazê-lo esquecer o que lhe acabamos e esperar que num futuro próximo não nos denuncie à protecção de menores.
O resto do dia correu bem, o homem foi a casa dele, tratar do cão, eu fui trabalhar umas horinhas e ele ficou com a avó, claro que a avó o levou a lanchar fora e lhe fez as vontadinhas todas. Ao final do dia e para o jantar fiz panquecas americanas - brevemente irei fazer um post com a receita (assim que a merda do telemóvel do homem resolver enviar as fotos para o e-mail) e voltámos a usar a técnica do medicamento da gata e ele voltou a tomar tudo e como recompensa de se ter portado tão bem, comeu uma panqueca inteira, depois disto, eu o homem fomos fazer a nossa habitual caminhada, mas desta vez fomos acompanhadas pela minha melhor amiga, o que nos fez valer umas valentes gargalhadas.
Quando chegamos a casa, tínhamos ser invadidos por uma pequena manada de crianças, como podem imaginar a lontra ficou histérica e adormeceu como um anjo.

sábado, 13 de junho de 2015

Coisas que vejo #19



O príncipe Carl Philip da Suécia casou-se hoje, depois de ver esta imagem, no dia do meu casamento quero apenas duas coisas, que o homem olhe para mim daquela maneira e estar toda boazona num vestido de noiva!
#ficaadica

Coisas de uma namorada #5 ou de mãe

Estava a dormir no sofá, para variar tinha adormecido a tentar ver uma série, e o homem acordou-me para nos irmos deitar na cama, em modo robot lá fui eu, deita-me e rosnei-lhe que não sei ia deitar com aqueles calções, que tinha de vestir os do pijama. 
Quando se deitou tivemos a habitual discussão da "conchinha", sim ambos lutamos para ser a conchinha pequenina, mas como sempre ganhei-a.
(breve explicação: a lontrinha chega a uma certa altura da noite e vem dormir connosco, e apodera-se  da minha almofada, e como ele sua muito, a almofada ficou com o cheiro a bebé)
O homem lá meteu na posição de conchinha grande, e puxou-me para ele, juro que pensava que ele ia dizer algo de romântico quando se saiu com esta:
ele - amor, a tua almofada cheira a bebé suado.

1º de 11 dias em casa #1

Pensava que iria correr pior, a manhã foi um pouco um martírio, estávamos os três com sono e o facto de logo às 8 horas da manhã lhe termos que dar o antibiótico do demo e ter sido como se vê nos filmes de terror os padres a fazerem exorcismos, os prognósticos para o antibiótico da noite não seriam as melhores. Mas estávamos enganados.
Durante a manhã, eu limpei e arrumei os quartos e eles desarrumaram o que eu ia arrumando, passamos definitivamente a lontrinha para o quarto dele, o que já alivia bastante.
À tarde a sestinha foi bastante grande cerca de 2 horas e meia, estamos a falar da criança que no dia anterior tinha feito uma sesta de 10 minutos, durante esses tempo, eu e o homem namoramos, ele acabou por adormecer e também fazer uma sesta, eu pôs em dia os vlogs em atraso e vi uns episódios repetidos de Bones e comi uns quantos chocolates.
O resto da tarde passou-se bem com brincadeiras entre a sala e o quarto.
A hora do medicamento foi relativamente fácil, consegui dar-lho praticamente todo, e o resto da noite manteve-se bastante calma.
Adormeceu por volta das 10 horas da noite, eu deite-me no sofá para supostamente ver NCIS, mas adormeci. 
Como podem ver não correu tão mal como estávamos à espera, até nos divertimos, afinal de contas temos mesmo que nós divertir ou quando chegar a dia 22, estou pronta para ir passar uns dias a uma casa de repouso!
Um muito obrigada a todas as mensagens fofinhas que mandaram de melhoras para o Salvador, vocês são umas queridas!

sexta-feira, 12 de junho de 2015

Onze dias muuuito longos!

A lontrinha está novamente doente, com uma amigdalite e mais uma vez a tomar aquele antibiótico do demo. Ele basicamente recusa-se a toma-lo, e eu e o homem temos que inventar as coisas mais parvas para o tentar convencer a tomar aquela merda.
Basicamente ao fim de dez minutos, já estamos a discutir um com o outro.
Que Deus nos ajude aos três, vão ser onze dias muuuito longos!

cat animated GIF

terça-feira, 9 de junho de 2015

Coisas que só me acontecem a mim #10

Ontem li um post em que dizia algo como Nem todas as namoradas dos meus ex são putas.
Eu concordei, pois nem todas o são, até hoje me ter esbarrado com uma das ex do homem e me ter lembrado que realmente nem todas o são, mas aquela seria certamente a rainha delas!
E como se isto já não me bastasse, uns minutos depois encontrei uma "fã" do homem... 
Como podem imaginar fiquei com um humor mesmo bom

RealityTVGIFs animated GIF

Coisas de uma namorada #4

(Breve explicação - Já devem ter notado por certos posts, que o homem tem a casa dele; ele arranjou um novo emprego)

ele - olha deram-me uma chave da loja...
eu - estás aí à dois dias e já tens chave, estamos juntos à nove e ainda tenho que bater à porta para entrar em tua casa...

Acham que ele entendeu a mensagem das entre-linhas?

segunda-feira, 8 de junho de 2015

#FreeRaif





"A semana começa com más notícias. Acabámos de saber que o Supremo Tribunal da Arábia Saudita confirmou a pena de #RaifBadawi: 1.000 chicotadas e 10 anos de prisão por ter criado o fórum de debate social e político online "Liberais Sauditas" e pelos textos que lá publicou. > bit.ly/1Ixz3Mp

A Amnistia Internacional teme que a flagelação do blogger possa recomeçar já esta sexta-feira! É urgente voltar a dizer às autoridades sauditas que expressar uma opinião não é crime. Assinem e partilhem > bit.ly/LibertemBadawi"

A todas as mães

"Querida Mãe:

Eu já te vi por aí.
Eu vi-te a gritar com os teus filhos em público, (...) vi-te a levá-los à escola antes de teres tomado banho, e de calças de pijama por baixo do casaco.
(...)
Eu vi-te a gritar feita louca com o teu marido, com a tua mãe, e com o agente de polícia no cruzamento da escola.
Eu já te vi a correr com os miúdos de um lado para o outro, a sujares-te no parque e a praguejares em voz alta depois de bateres com o joelho na esquina da cadeira.
Eu vi-te a partilhares um leite achocolatado com um maníaco de 4 anos. Vi-te a limpar o nariz dos teus filhos com os dedos e a limpa-los na parte de trás das calças de ganga. Vi-te a correr com o teu bebé de 2 anos pendurado na dobra do teu braço, para apanhares a bola que está a fugir para a estrada.
(...)
Eu vi-te a fechar os olhos e a respirar fundo depois de entornarem um copo de leite inteiro em cima. Vi-te a chorar desesperada enquanto tentavas tirar lápis de cera da tua melhor mala.
Eu já te vi na sala de espera do hospital. Eu vi-te no balcão da farmácia. Vi-te com o teu olhar cansado e assustado.
Eu não sei se tinhas planeado ser mãe ou não.
Se soubeste desde sempre que querias pôr crianças neste mundo, cuidar deles, ou se a maternidade te apareceu de surpresa.
Não sei se correspondeu às tuas expectativas, ou se passaste os primeiros tempos como mãe aterrorizada porque tinhas imaginado que sentirias o “amor materno” doutra forma.
Não sei se tiveste dificuldade em engravidar, se perdeste algum bebé, ou se tiveste algum parto traumático.
Nem sequer sei, se concebeste o teu filho no teu ventre, ou se o acolheste na tua família.
Mas eu conheço-te.
Eu sei que não alcançaste tudo o que querias na vida. Sei que há coisas que nunca soubeste que querias até teres filhos.
Eu sei que, às vezes, pensas que não estás a dar o teu máximo e que podias fazer melhor.
Eu sei que olhas para os teus filhos e te revês neles.
Eu sei que às vezes apetece-te atirar um candeeiro ao teu filho adolescente, e atirar o de 3 anos pela janela.
Eu sei que há noites que, depois de deitar os miúdos, estás tão exausta que só te apetece enrolares-te na cama a chorar.
Eu sei que há dias tão difíceis que só queres que acabem depressa. Depois, na hora de ir para a cama os teus filhos abraçam-te e enchem-te de beijinhos, e dizem o quanto gostam de ti, e de repente querias que o dia durasse para sempre.
(...)
Eu sei que fazes guerras de cocegas em castelos de lençóis, e que sabes de cor as histórias de, pelo menos, 8 livros ilustrados. Eu sei que danças de forma ridícula quando vocês estão sozinhos. E que inventam canções parvas sobre queijo, maus cheiros, ou ervilhas.
(...)
Eu sei o que custou tratares dos teus filhos quando tiveste aquela virose de 4 dias. Sei que comes os restos dos pratos deles, enquanto arrumas a cozinha.
Eu sei que não contavas com muitas destas coisas. Sei que não antecipaste amar alguém tão intensamente, ou andar tão cansada, ou ser a mãe em que te vieste a tornar.
Pensavas que tinhas tudo planeado. Ou então, estavas perdida e aterrorizada. Ias contratar a Nanny perfeita. Ou ias deixar de trabalhar e aprender tudo sobre crianças.
Sei que não és a mãe perfeita. Por mais que tentes, e por mais que te esforces. Tu nunca serás a mãe perfeita.
E isso, provavelmente, vai perseguir-te. Ou se calhar fizeste as pazes com isso. Ou talvez nem nunca tenha sido um problema.
Eu sei que acreditas que independentemente do que fizeres, poderias ter feito sempre mais.
A realidade é outra.
Não interessa o pouco que fizeste, no fim do dia os teus filhos vão sempre amar-te. Vão continuar a rir para ti, e acreditar que tens poderes mágicos que podes curar quaisquer coisas.
Independentemente do que acontecer no trabalho, na escola, ou num grupo de amigos, tu fazes, sempre, tudo o que está e não está ao teu alcance para garantir que no dia a seguir os teus filhos estarão tão felizes,saudáveis e espertos quanto é possível.
Há um velho ditado iídiche que diz: “Há um filho perfeito no mundo, e todas as mães o têm.”
Feliz ou infelizmente, não há pais perfeitos. Os teus filhos vão crescer determinados a ser diferentes de ti. Vão crescer com a certeza de que não vão pôr os seus filhos nas aulas de piano, de que vão ser mais brandos, ou mais rigorosos, ou ter mais filhos, ou ter menos, ou não ter nenhum.
Um dia os teus filhos vão estar a correr como loucos na igreja, a portar-se pessimamente no restaurante a fazer caretas para o lado, e alguém vai passar e elogiar a tua família.
Uma certeza podes ter: não és perfeita!
E isso é bom. Porque na realidade, nem os teus filhos são perfeitos. E ninguém no mundo se preocupa mais com eles do que tu, ninguém sabe porque é que eles estão a chorar senão tu, ninguém percebe as piadas deles melhor do que tu.
E já que ninguém é perfeito, tens de desempatar com 2 biliões de pessoas que estão em primeiro lugar “ex aequo” para concorrer à melhor mãe do mundo.
Parabéns melhor Mãe do Mundo. Tu não és perfeita. És mais que perfeita:
És tão boa mãe como o resto do mundo."


autoria desconhecida

quinta-feira, 4 de junho de 2015

Mas ninguém me avisou?


Não querendo de todo parecer vulgar tendo em conta o último post, mas quando é que isto acima aconteceu, e porque é que não fui informada? Humm? 
Pla vossa saúde, espero que não tenham mantido isto em segredo.

Então Pim, e a nova capa da revista da Cristina Ferreira?

Respondo-vos que não está nadinha mal, o rapazito parece que tem tudo no sítio, se a maquina de lavar roupa se avariar e caso ele tenha namorada ou mulher, ela pode lavar a roupa no six pack do rapaz... 
Francamente não vejo o alarido da "pornografia" que tanto se fala, é que nem se vê nada de mais, mas claro isso é da opinião de cada um, mas as pudicas podem sempre pegar numa caneta e desenhar-lhe uma roupa ao rapaz, eu faço isso quando estou aborrecida, isso e desenhar dentes pretos!
Mas agora a sério, sinceramente, não vejo nada de mal - até vejo muita coisa boa, e o rapaz nem faz o meu género-, se o rapaz se quis despir, acho que a escolha ainda é dele.


eu "acarditava" que era uma coisa para a vida

Uma pessoa está unas horas sem vir à Internet ver as notícias e pumbas... o Jesus já estava no Sporting... é pior que Judas!  

quarta-feira, 3 de junho de 2015

Saúde report

Como já vos tinha dito, a minha saúde não andava lá muito bem, no espaço de um mês fui fazer 4 visitas às urgências sempre com os mesmos sintomas - dores no estômago, vómitos e náuseas-, nas urgências o diagnostico era sempre o mesmo, virose mal curada com direito a antibióticos. Foi-me recomendado ir ao meu médico de família e fazer exames complementares para ver se estava tudo bem com o meu fígado e pâncreas depois da brincadeira de terem parado e de ter que tirado a visícula.
O meu médico de família, foi super amável e passou-me uma série de exames e uma medicação para ajudar com as náuseas.
As coisas têm melhorado, combinei a medicação com uma dieta rigorosa e os resultados estão à vista, hoje recebi os resultados, e o meu pâncreas e o fígado estão muito bons e recomendam-se e as minhas análises sanguíneas estão exemplares, o meu colesterol desceu imenso e estou feliz da vida. 
Sei que para vocês pode parecer uma estupidez, mas para mim é algo mega importante, pois aprendi que a saúde tem que estar primeiro.

   celebration animated GIF


(juro-vos que comecei a dançar no meio da clínica quando recebi os resultados, e a minha mãe abandonou-me cheia de vergonha!)

terça-feira, 2 de junho de 2015

Coisas que vejo #18 - Caitlyn Jenner


Uma valente salva de palmas para a Caitlyn, que tornou o seu sonho realidade. 
Não tenho muito a dizer sobre o assunto, como sabem, adoro trash tv e sigo já à muito tempo o Keeping up with the Kardashians.
E quando saíram os primeiros rumores que o Bruce, estaria começar a tornar-se na Caitlyn não liguei, pensei que fosse fofocas, mas não é que era mesmo verdade e que é trinta vezes mais bonita do que se estava à espera?
Uma pequena nota irónica, no mesmo dia em que a Caitlyn veio a péblico, a Kim veio dizer que estava a espera do baby 2... tadita foi abafada...


segunda-feira, 1 de junho de 2015

9 já?

Acreditem sempre que vos digam que "o tempo passa a voar", porque passa mesmo. 
Há exactamente 9 anos, estava eu a conhecer o homem - para quem é novo por estas bandas, é aquele que é o pai do meu filho, também conhecido cá por casa por "o rapaz" ou como lhe chamam os meus vizinhos, o meu marido.
Mas voltado ao assunto, nem acredito que já aturo esta criatura há 9 anos, porra 9 anos... 
Começamos como amigos, sabem aquela treta da friendzone? Nós passamos por isso, primeiro eu que era uma atada, e depois ele, que no dia dos namorados me ofereceu uma amofadinha toda amorosa e me perguntou se eu queria namorar com ele, mas aqui a atada a fazer-se difícil demorou dois dias a dar-lhe a resposta, quando finalmente lhe disse que sim, pumbas já estava com outra... e fiquei na bela da friendzone o que me pareceu uma eternidade - o que na realidade foram uns mesitos.
Nós temos as melhores histórias de sempre, desde a ficarmos trancados em quartos e termos que ligar a pessoas para nos virem destrancar as portas, a eu adormecer a dançar agarrada a ele, às surpresas que fizemos um ao outro, aos passeios que fizemos mas sobretudo ao que temos em comum.
A ti boo, que me proteges sempre, que me dás a mão sempre que estou assustada, que me fazes rir quando só me apetece chorar, um muito obrigada, por há 9 anos teres entrado na minha vida e nunca de ela teres saído e me teres dado a nossa lontrinha. Sempre a teu lado. 

Então Pim, e o Dia da Criança?

Como óptima portuguesa que sou, deixei a compra da prenda para o dia da criança, para o último dia. 
Durante a minha demanda pelas prendas para a lontrinha, encontrei uns tantos pais na mesma batalha, achei piada, olhávamos uns para os outros com uns caras de "sim, também deixei para a última" mas nunca existir julgamentos, pois se há coisas que existem entre pais é a compreensão. 
Acabei por lhe comprar mais um carrinho, que ele coitadinho não tem nenhuns - not!-, e um conjunto de panelas e tachinhos que o vai deixar completamente doido.
Depois mostro a reacção da lontra ao receber os presentes.
E como boa mãe que sou, compre-lhe uns sumos e estou a fazer pizzas para o jantar.